Tihee

Entre em contatocontato@tihee.com.br

Gatilhos Mentais em Marketing de Conteúdo: como usar?

Cadastre-se para receber conteúdo de nosso blog em seu e-mail

Você costuma utilizar gatilhos mentais em sua estratégia de Marketing de Conteúdo? Não tem ideia do que isso seja? Não se assuste, caso se dê conta, após a leitura deste artigo, que você até já utiliza algum tipo de gatilho mental ao produzir conteúdo com o intuito de engajar seu público.

Poderosa ferramenta capaz de fidelizar clientes e gerar leads, lançar mão de gatilhos mentais implica no conhecimento do seu público e adequação sob medida às estratégias de marketing digital adotadas pela sua empresa.

Veja a seguir, alguns conceitos relacionados aos gatilhos mentais e psicológicos e como usá-los para conquistar ótimos resultados em Marketing de Conteúdo.

Marketing de Conteúdo: como definir os gatilhos mentais?

É natural, do ser humano, reagir perante estímulos e circunstancias externas. É exatamente neste ponto que os gatilhos mentais podem ser conceituados. São situações que prendem a atenção do público, despertando emoções e ações, consequentemente.

E o que fazemos, dentro do Marketing Digital, quando se trata em produção de conteúdo? Não buscamos exatamente, nas postagens de um blog corporativo, por exemplo, causar determinada reação em nossos leitores?

Seja mostrar os valores de nossa empresa, soluções que dialoguem com as necessidades, educar o público e mostrando a ele que ele deve tomar uma atitude inteligente, para suprir suas dores (no caso, entrar em contato com a empresa e conhecer produtos e serviços, por exemplo), o objetivo é o de gerar conversões, não é mesmo?

Leia também:  Marketing de conteúdo para pequenas empresas

Em suma, os gatilhos mentais nada mais são, do que estratégias persuasivas, que visam atuar nos âmbitos emocionais, sociais e intuitivos de todo ser humano.

Mais do que uma opção dentro do Marketing de Conteúdo, o uso dos gatilhos mentais é uma necessidade, caso contrário, dificilmente o público tomará a ação de assinar uma newsletter, compartilhar um post nas redes sociais ou até mesmo, adquirir seus produtos.

Para exemplificar e deixar tudo mais claro, vejamos a seguir os principais gatilhos mentais utilizados no Marketing de Conteúdo.

“Em suma, os gatilhos mentais nada mais são, do que estratégias persuasivas, que visam atuar nos âmbitos emocionais, sociais e intuitivos de todo ser humano. ”

Os gatilhos mentais mais utilizados no Marketing de Conteúdo

  • Gatilho da afinidade

As pessoas buscam se relacionar com similares, levando em conta, questões de similaridade. Mostrar que sua marca está em sintonia com seu público é um gatilho poderoso. Mas é preciso que você conheça este público e seja coerente com ele.

Desta forma, cria-se maior proximidade e confiança do público com a empresa.

  • Gatilho da reciprocidade

A palavra gratidão talvez nunca tenha sido tão mencionada no universo digital. Você pode colocá-la em prática, criando ações como, por exemplo, disponibilizar produtos, materiais e amostras gratuitas para os leitores do seu blog, por exemplo.

Leia também:  Artigos para blog: por que devo investir?

Isto criará neles, maior inclinação a retribuir algum favor. Desta forma, certamente é bem mais provável que seus potenciais clientes assinem sua newsletter, baixem seu e-book fornecendo endereço de e-mail, e claro, comprando seus produtos, afinal, é do ser humano retribuir as gentilezas que recebe.

  • Gatilho da escassez

Sabe aquele senso e urgência, que sentimos quando vemos aquele tênis incrível que sempre desejamos, olhamos na vitrine para saber o preço e o vendedor te fala “esta é a última peça, vai acabar”?

Ele está utilizando o gatilho da escassez, o que nos deixa muito mais propenso a comprar, com medo dele acabar e sair de linha.

Da mesma forma, podemos utilizar esta estratégia no Marketing de Conteúdo, criando promoções e produtos e serviços com “tiragem limitada”, por exemplo.

Além destes, temos muitos outros gatilhos emocionais e mentais que podem ser utilizados com extremo sucesso no marketing digital. Porém, é importante sempre respeitar o cliente, utilizando de padrões éticos e sem enganar seu público.

Você já costuma adotar estes ou outros gatilhos em suas estratégias de conteúdo? Quais resultados tem obtido? Conte pra gente!

Redator e professor, formado em Letras. Comecei escrevendo sobre música para fanzines e letras de canções para bandas de punk/hardcore- onde vez ou outra, também toco baixo e dou uns gritos. Atualmente atuo profissionalmente como redator, algo que amo tanto quanto café, meu vício.

Quero tráfego de qualidade!

Seus potenciais clientes estão constantemente na internet buscando por soluções. Certamente alguns deles (ou muitos) acabam nos sites de seus concorrentes, ao invés do seu.

A Tihee é a agência de marketing digital que fará seu negócio ser encontrado, pois já conhece bem o caminho a ser percorrido.

Entre em contato!